Sudoeste baiano discute política estadual de juventude

O empoderamento e protagonismo juvenil nos espaços de discussão, fiscalização, proposição e execução de políticas públicas foram ressaltados durante a Conferência Interterritorial de Juventude do Sudoeste Baiano, que reuniu cerca de 250 delegados dos territórios de identidade de Vitória da Conquista, Médio Sudoeste Baiano, Médio Rio de Contas e Vale do Jiquiriçá, no auditório da Universidade Federal da Bahia (Ufba), campus de Conquista, na quinta (1º) e nesta sexta-feira (2).

A superintendente de Direitos Humanos da Secretaria de Justiça, Direitos Humanos e Desenvolvimento Social (SJDHDS), Anhamona de Brito, que no evento representou o secretário da pasta, Geraldo Reis, ministrou a palestra as ‘Várias Formas de Mudar o Brasil’, ao lado de Marcelo Rocha, técnico da Secretaria de Planejamento do Estado (Seplan).

governo bahia agecom politicas juventude sudoeste (1)

Segundo a superintendente, este é o momento de avaliação das políticas implementadas no estado e de proposição de diretrizes para os próximos três anos. As propostas levantadas durante a etapa territorial serão levadas para a Conferência Estadual, nos dias 29, 30 e 31 de outubro, em Salvador, e servirão de base para construção do Plano Nacional de Juventude.

Tâmara Terso, secretária executiva do Conselho Nacional de Juventude, citou a pesquisa Agenda Brasil de Juventude, para falar sobre o interesse e expectativa da juventude brasileira. “Apesar de apenas 1% da juventude brasileira ter tido a oportunidade de participar desses espaços de construção política, 90% deles acreditam na democracia participativa como instrumento de transformação. Precisamos ampliar esses espaços, e as redes sociais são ferramentas importantes de escuta”, afirmou Terso ao divulgar o aplicativo da 3ª Conferência Nacional de Juventude.

Com a realização da etapa Interterritorial do Sudoeste, 20 Territórios de Identidade já realizaram suas conferências de Juventude, restando apenas as regiões nordeste e leste, que integram os territórios Sisal, Portal do Sertão, Litoral Norte e Agreste baiano.